PRINCÍPIOS BAPTISTAS HISTÓRICOS

BÍBLlA » Autoridade e suficiência

II Timóteo 3:16

A Bíblia, a Palavra de Deus, é a nossa única autoridade e guia em tudo o que diz respeito à nossa fé e prática.

AUTONOMIA DA IGREJA LOCAL

Actos 6,13,15

Cada Igreja local é autónoma, sendo Jesus Cristo o cabeça.

PASTOR E DIÁCONOS » Dois oficiais

I Timóteo 3

Temos apenas 2 oficiais na Igreja: o Pastor e os Diáconos.

TODOS OS MEMBROS SALVOS E BAPTIZADOS

I Coríntios 1 : 1,2; Actos 2:41, 47

Embora os programas da Igreja sejam abertos a todos, somente aqueles que aceitaram Jesus como Salvador e foram baptizados é que podem ser membros.

IGREJA SEPARADA DO ESTADO

Mateus 22:21

A Igreja e o governo foram instituídos por Deus para cumprirem funções diferentes. A Igreja não deve interferir na política nem o governo nas coisas espirituais.

SACERDÓCIO DE CADA CRENTE

I Pedro 2:9

Cada crente em Cristo tem acesso directo a Deus, não necessitando de qualquer outro mediador. Não existe divisão entre clero e leigos.

"TODAS AS VEZES" » Duas ordenanças

Actos 2:41, 42

Cristo deixou duas cerimónias para a Sua Igreja praticar: o Baptismo e a Ceia do Senhor. Estas cerimónias são simbólicas e não transmitem qualquer graça àqueles que as observam.

ALMAS INDIVIDUAIS TÊM LIBERDADE

Romanos 14

Não podemos obrigar ninguém a aceitar as nossas crenças e convicções. Todo o homem é pessoalmente responsável perante Deus e deve determinar diante de Deus como aplicar a Sua Palavra à sua vida.

SALVAÇÃO PELA GRAÇA

Efésios 2:8, 9

A Salvação vem somente pela fé em Jesus Cristo e não pelas obras humanas. Sendo assim, a sua Salvação é eterna e inabalável.

Declaração de Fé

  • AS SAGRADAS ESCRITURAS

  • Cremos e aceitamos as Escrituras do Velho e do Novo Testamento como a nossa única autoridade, que foram inspiradas pelo Espírito Santo, e portanto, conforme originalmente escritas, sem erro. (I Timóteo 3:16-17; II Pedro 1:19-21)

  • DEUS VERDADEIRO

  • Cremos que Deus é um único Deus, o Criador dos céus e da terra, que se manifesta em três pessoas distintas: Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, iguais em poder e glória, executando ofícios distintos, porém harmoniosos na grande obra da redenção humana. (Êxodo 20:2-3; I Coríntios 8:6)

  • O SENHOR JESUS CRISTO

  • Cremos que o Senhor Jesus Cristo foi concebido por obra do Espírito Santo, e que nasceu da virgem Maria de modo sobrenatural. É Deus verdadeiro e Verdadeiro Deus, sendo "Aquele que se manifestou em carne." Cremos que viveu na terra, entre os homens, uma vida perfeita, livre de pecado. Cremos que a Sua morte na cruz foi por causa dos nossos pecados e com o propósito de nos salvar da perdição eterna. A Sua morte foi o completo e perfeito sacrifício substitutivo, em lugar do pecador, como o "Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo." Cremos que após a Sua morte Ele foi sepultado e, ao terceiro dia, ressurgiu dentre os mortos e subiu ao céu. (João 1: 1,14; I Pedro 2:24; 3:18; Mateus 1:18-25; 28:6)

  • O ESPÍRITO SANTO

  • Cremos que o Espírito Santo possui todos os atributos de personalidade e divindade. Cremos que é igual ao Pai e ao Filho e é da mesma natureza. A Sua principal missão no mundo incrédulo é convencer do pecado, da justiça e do juízo, e produzir em pecadores a regeneração. A Sua obra entre os salvos e em seu favor é: selar, habitar, enchê-los com a sua plenitude, guiá-los e ensiná-los a andar nos caminhos da justiça e da santidade. (João 14:16-17; Hebreus 9:14; Efésios 1:13-14)

  • O HOMEM

  • Cremos que o Homem foi criado por Deus à Sua imagem, em perfeição e santidade, porém, que voluntariamente transgrediu a proibição divina e corrompeu-se em todas as suas faculdades. Em consequência da queda, todos os homens são pecadores, por motivo de sua descendência das cabeças da raça humana (pecado original) e devido igualmente à sua livre escolha. Por isso todos se acham sob a condenação e a ruína eterna, sem nenhuma desculpa ou defesa. (Génesis 1:27; 2:16-17; Romanos 3:23; 5:12-19; Isaías 53:6)

  • A SALVAÇÃO

  • Cremos que a salvação dos pecadores é inteiramente de graça, através da obra medianeira do Filho de Deus e sem o auxílio de quaisquer méritos ou obras humanas. A única condição exigida ao pecador para receber a salvação é que ele se arrependa dos seus pecados e aceite Jesus Cristo, exercendo fé nEle e no Seu sacrifício na cruz. Nesta aceitação de Cristo, o pecador nasce do novo, sendo regenerado pelo poder do Espírito Santo, tornando-se, então, o recipiente da nova natureza. Nessa benção incluem-se a justificação, o perdão dos pecados e a imputação da justiça divina ao crente em Cristo, o qual entra em posse de uma salvação certa, segura e eterna. (Efésios 2:8-9; II Pedro 1:4; João 3:3-6; 10:28-29; Actos 13:39)

  • A IGREJA:

    1. A. Igreja Invisível: Cremos que a Igreja invisível ou universal é o corpo e a noiva de Cristo, da qual Ele é o cabeça e todos os crentes em Cristo são membros. A igreja é uma instituição distinta do Novo Testamento, que não pode ser confundida com os salvos do Velho Testamento, que teve início no dia de Pentecostes e que será completada por ocasião do arrebatamento. (Mateus 16:18, Efésios 3:5-6; 5:23-27)
    2. B. Igreja Visível: Cremos que cada igreja visível ou local de Cristo é uma comunidade de regenerados, baptizados e associados por um pacto, na fé e comunhão mútua. Tem o propósito de observar as duas ordenanças, baptismo e a ceia do Senhor, e tudo quanto Cristo ordenou, exercendo os direitos e privilégios que lhe são investidos pela Palavra de Deus. Os dois oficiais da igreja local são: I) bispos, presbíteros (anciões), ou pastores, e 2) diáconos, cujas qualificações, direitos e deveres estão claramente definidos nas Escrituras. (Mateus 28:19-20; Actos 2:41-42; 6:2, 6; I Timóteo 3, Tito 1)

  • OS SERES ESPIRITUAIS:

    1. A. Os Anjos: Cremos que existem seres espirituais e pessoais criados por Deus, que executam a vontade de Deus e que ministram ao povo de Deus. Estes seres são chamados anjos. (Salmos 103:20; 148:2, 5; Hebreus 1:13-14)
    2. B. Satanás: Cremos que existe um ser angélico, criado por Deus em perfeição e que posteriormente se corrompeu voluntariamente pelo pecado transformando-se em Satanás, o deus deste século, o príncipe das potestades do ar. "É cheio de toda subtileza e malícia e agora procura frustrar os propósitos de Deus e fazer cair na tentação e no pecado, os homens." Foi vencido por Cristo na cruz do Calvário e caminha para o castigo eterno no lago de fogo, onde será atormentado para sempre. (Isaías 14:4-20; Ezequiel 28:14-15; João 16:11; Hebreus 2:14; Apocalipse 20:10)
    3. C. Os Demónios: Cremos que existem seres espirituais, criados por Deus em perfeição e que posteriormente se corromperam voluntariamente pelo pecado. A sua existência foi reconhecida por Jesus. São chamados demónios, e por natureza são maus e perversos e afligem os homens. (Lucas 9:38-42; Mateus 8:28; 12:27-28; Marcos 5:4-5)

  • AS ÚLTIMAS COISAS

  • Cremos que Jesus Cristo voltará a este mundo outra vez e a sua vinda será pessoal, iminente, e em duas fazes: A primeira nos ares para arrebatar a sua Igreja antes da Grande Tribulação e a segunda em companhia dos seus santos para estabelecer o seu Reino Milenar. Haverá uma ressurreição corporal e universal dos mortos: Os justos para uma vida eterna na presença de Deus no céu, e os injustos para uma vida eterna de punição e sofrimento no inferno. (Actos 1:11; 15:16; João 5:28-29; 14:3; Mateus 25:46; I Coríntios 15:22-23; I Tessalonicenses 4:16-17; II Tessalonicenses 1:7-9; Apocalipse 20:4)

(Junto com esta declaração de fé que é, de um modo geral, básica ao Cristianismo, seguimos e ensinamos também as seguintes doutrinas bíblicas.)

  • AS ORDENANÇAS DA IGREJA:

    1. A. Baptismo: É a imersão do crente em Cristo em água, em nome do Pai, Filho e Espírito Santo, demonstrando a fé do baptizado no Salvador crucificado, sepultado e ressurrecto, significando também que o baptizado morreu para o pecado e o mundo, e ressuscitou para uma vida nova em Cristo. O baptismo é pré-requisito para o indivíduo ser membro da igreja local. (Actos 8:36-39; Romanos 6:3-5)
    2. B. Ceia do Senhor: Cremos que os elementos da ceia são símbolos do corpo e do sangue de Cristo, e que a ceia é uma comemoração da morte do Senhor Jesus Cristo. O crente em Cristo, para receber a ceia, deve antes examinar-se a si mesmo para participar dignamente nela. (I Coríntios 10:16-17; 11:23-28)

  • SEPARAÇÃO:

    1. A. Da Apostasia: Cremos que o crente em Cristo deve separar-se de pessoas, igrejas, ou grupos que ensinam doutrinas falsas. (Romanos 16:17; II Timóteo 2:3-5; II Coríntios 6:14; II João 9-11)
    2. B. Do Mundanismo: Cremos que o crente em Cristo deve andar em santidade, exibindo o fruto do Espírito na sua vida, separando-se daquilo que não agrada a Deus. (Efésios 5:15-20; Romanos 12:1-2; Gálatas 5:22-25; I Coríntios 5:9-13; 11:23,31)

  • DONS ESPIRITUAIS

  • Cremos que os dons espirituais foram dados à Igreja para a edificação comum do corpo de Cristo. Por causa da sua natureza e propósito, alguns são para hoje, mas outros, especificamente os dons "sinais" (milagrosos), eram provisórios, para uso da Igreja primitiva do primeiro século. (Romanos 12:3-8; I Coríntios 12-14)